O Inea intensificou as atividades do Sistema de Alerta de Cheias tendo em vista o período de chuvas que se inicia no Rio de Janeiro. O sistema, além de monitorar 113 estações hidrometeorológicas e dois radares meteorológicos próprios e de última geração, agora conta com mais 25 estações conveniadas em todo o estado.

O sistema usa informações de radares da Prefeitura do Rio e do centro de controle do Cindcata no Pico do Couto, que fica entre Petrópolis e Miguel Pereira. O monitoramento levanta imagens de satélite do sistema de detecção de descargas atmosféricas, estações hidrometeorológicas e pluviômetros da Agência Nacional das Águas e do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais.

Equipe

A equipe do Alerta de Cheias trabalha 24 horas por dia, sete dias por semana, acompanhando a situação nas estações hidrometeorológicas e nos dois radares meteorológicos instalados em Guaratiba e no município de Macaé. Os equipamentos alcançam todo o estado e áreas da divisa com Minas Gerais, São Paulo e Espírito Santo.

O Sistema de Alerta de Cheias emite avisos às Defesas Civis Municipais quanto à iminência de chuvas intensas e o comportamento do nível dos rios monitorados, auxiliando na antecipação da mobilização de recursos e ações preventivas locais.

Todas as informações estão disponíveis no site alertadecheias.rj.gov.br.